PROJETOS TRANSPORTES ESPECIAIS

TRANSPORTE DE DETENTOS

Veículo para transporte de detentos com ou sem escolta.

Equipado com:

  • Ar condicionado com capacidade mínima de 30.000 btu´s  e com distribuição para o sistema de saída para ambos ambientes, tanto cela quanto cabine;
  • Sinalizador acústico e visual;
  • Alarme de abertura da porta de segurança da cela.
  • Interruptores para o compartimento destinado aos presos;
  • Revestimento interno das laterais da escolta em material rígido revestido em courvin cinza;
  • Assoalho em alumínio antiderrapante;
  • Isolamento termoacústico de poliuretano de alta densidade, com revestimento interno rígido coberto por courvin cinza lavável;
  • Três conjuntos de bancos traseiros com dois lugares  com cinto de segurança e suporte para armamento de armas de grosso calibre;
  • Iluminação interna em luminárias de led;
  • Vidros com película impedindo a visão de fora para dentro;
  • Revestimento do teto da parte traseira da cabine em chapa de fibra de vidro na cor cinza.
  • Paredes e porta corrediça em material lavável igual ou similar ao teto;

Compartimento cela

O acesso é pelas portas traseiras com abertura apenas pelo lado externo;

Possui:

  • Tomadas de ar construídas nas laterais do veículo para renovação auxiliar dentro da cabine das celas. As aberturas são construídas de forma a impedir a visibilidade e acesso de dentro para fora e de fora para dentro.
  • Oito exaustores / ventiladores localizados no teto do compartimento dos detentos, sendo quatro de cada lado, dois para sucção do ar e dois para ventilação forçada, sendo todos acionados independentemente pelo painel do veículo;
  • Cela para transporte de 16 detentos, divididos em dois habitáculos. A parede é dupla, em chapa de aço cega de 1,5 mm de espessura;
  • Dois bancos longitudinais, um para cada lado da cela, constituído em perfis e revestido em chapas de aço lisas.
  • Estrutura tubular soldada eletricamente à carroceria original do veículo.
  • Paredes laterais revestidas com chapa de aço de furos oblongos de distribuição irregular.
  • Teto revestido com chapa cega, com espessura de 2,0mm e isolamento térmico com placas de poliuretano, ou similar;
  • O sobre piso em chapa de alumínio antiderrapante;
  • Todo o contorno da cela é vedado com material adesivo selante que evite infiltrações;
  • Duas portas de segurança em barras de aço galvanizado com ¾ da área coberta em chapa rígida de aço e ¼ com chapa de aço de furos oblongos de disposição alternada.
  • Mecanismo de travamento para cada porta de segurança.

ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL

Seis luminárias led instaladas no teto e distribuídas de forma a iluminar todo o compartimento, segundo os padrões estabelecidos pela ABNT.

Cada LED deverá obedecer a seguinte especificação:

  • Cor predominante: branco, com temperatura de 6.500 k típico;
  • Intensidade luminosa: não inferior a 60 lm (lumens);
  • Ângulo de emissão de luz: não inferior a 120º.

Holofotes na parte traseira e nas laterais da carroceria, com potência mínima de 50 Watts cada, acionamento independente e foco direcional ajustável com 180º de movimento.

Sinalizador visual constituído por barra sinalizadora em formato de arco, com módulo único e lente inteiriça.

Barra dotada de base em alumínio construída em ABS, reforçada com perfil de alumínio extrudado.

Cúpula injetada em policarbonato na cor rubi, resistente a impactos, a descoloração e com tratamento UV.

Sistema luminoso na cor rubi composto por módulos com no mínimo 4 Led’s próprios com potência não inferior 1W cada Led.

Os efeitos visuais gerados pelo sinalizador devem atingir no mínimo 1 Km de distância em campo aberto.

 Sinalizador acústico

Sinalizador acústico com amplificador de potência mínima de 100 W RMS @13,8 Vcc, mínimo de seis tons distintos, sistema de megafone com ajuste digital de ganho, entrada para rádio transceptor e pressão sonora a 01 (um) metro de no mínimo 120 dB @13,8 Vcc.

Driver da sirene integrado ao interior do sinalizador para proteção contra furto e intempéries;

Módulo de controle

O sistema é digital micro controlado e possui gerenciamento de carga automático, desligando automaticamente o sistema de sinalização audiovisual se necessário, evitando assim a descarga total da bateria e possíveis falhas no acionamento do motor do veículo.

Os comandos de toda a sinalização visual e acústica são localizados na cabine do motorista, permitindo a operação por ambos os ocupantes da cabine e o funcionamento independente do sistema visual e acústico.

O sistema possuirá:

  • Controle para quatro tipos de sinalização (patrulha, emergência, prioridade de passagem e bloqueio de passagem);
  • Controle para três tipos de sinalização para deslocamento de trânsito (esquerda, direita e centro);
  • Acionamento sequencial dos sons de sirene com a possibilidade de acionamento de qualquer som sem a necessidade de executar os sons anteriores;
  • Possibilidade de desligamento de todas as funções de sinalização visual e acústica através de uma única tecla;
  • Sistema de visualização noturna com leds posicionados sob o painel frontal do equipamento.